segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Comunidade Negra Comemora a Semana Nacional da Consciência Negra

Os Promoters Eucleni Filho, Carlos Pereira, Fundação Municipal Zumbi dos Palmares – FUMZUP, Paróquia de São Benedito e o Palmeira Club realizam a Semana Nacional da Consciência Negra.

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A semana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra. A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares e procura ser uma data para se lembrar a resistência do negro à escravidão.



A semana foi agraciada pela ilustre presença do terno de Moçambique Camisa Rosa Mirim coordenado por Maria das Graças Silva e pelo capitão Francis Luce, Moçambique Camisa Rosa adulto coordenação capitão Mario Afonso da Silva, Moçambique Lua Branca coordenado por Maria Senhora Domingues (Dona Senhorinha) e pelo capitão Claudio Domingues Martins, Moçambique Águia Branca coordenação capitão Nilo Prudêncio, Congo Real coordenado pelo Anastácio e Congo da Libertação coordenação capitão Willian Candido.
Na Paróquia de São Benedito, no dia 17 aconteceu a Missa Afro o Padre Júlio Cesar popular Pe. Axé comandou a celebração, que começou às 19h. A liturgia católica foi mantida, mas com adaptações, como uso de indumentárias típicas, uso de instrumentos de percussão e danças no estilo dos rituais da cultura negra.
A Palestra com o tema Direitos e Deveres do Negro Perante a Sociedade ocorreu no dia 18 e foi proferida pelo Professor Gilberto Neves, às 20h no Palmeira Club visando a inserção do negro no mercado de trabalho, lideranças negras, cidadania política e identificação de etnia, cheganda até o negro e a sucessão municipal. após a palestra deu início a 3° edição do Concurso Beleza Negra, sob a direção do Professor Eucleni Filho.



O Presidente do Palmeira Club, Wilsomar Paixão do Amaral, com alegria e satisfação recebeu o público que esteve na comemoração ao dia da Consciência Negra.
Segundo a Presidente da FUMZUP Luzia Eterna Ribeiro, a Semana da Consciência Negra é importante para ressaltar a luta contra o preconceito racial, contra a inferioridade da classe perante a sociedade e ao respeito enquanto pessoas humanas, além de discutir e trabalhar para conscientizar as pessoas da importância da raça negra e da nossa cultura na formação do povo brasileiro e da cultura do nosso país.
Os promoters Carlos Pereira e Eucleni Filho, enfatizaram que a Semana da Consciência Negra ficará registrada na história da Comunidade Negra, onde houve uma unificação entre as raças para celebrar o rei e líder Zumbi dos Palmares.



Comunidade Negra Ituiutabana deu início ao Projeto O Negro e a Sucessão Municipal

Aconteceu no último dia 16, na sede da Fundação Municipal Zumbi dos Palmares –FUMZUP a palestra intitulada “O Negro e a Sucessão Municipal” proferida pelo jornalista José Amaral Neto, coordenador executivo do MAIPO – Movimento de Articulação e Integração Popular de Uberlândia, e representante do Estado de Minas Gerais para os Clubes Sociais Negros junto à SEPPIR.

Este projeto surgiu a partir da iniciativa dos militantes negros que se encontram juntos às instituições desprotegidos quanto as suas necessidades, ou seja, sem ferramentas aptas. Haja vista que a população negra atualmente não encontra nenhuma representatividade que defenda seus direitos, seus projetos e as suas ações nos Poderes Executivo e Legislativo.



Reunir os possíveis pré - candidatos para o cargo de vereador (a) no pleito eleitoral de 2012, para que haja um consenso de se candidatar os que tiverem maior probabilidade de se elegerem e Implementar um processo de gestão e estratégia, para a promoção de uma representatividade negra em Ituiutaba, foram os principais objetivos desse projeto.

A presença de pré-candidatos fizeram representar, e de cidadãos interessados em discutir seus anseios e idéias, fez desta reunião um norte para o debate que se construiu.

Sobre publicidade, economia, assessoria de imprensa, pesquisa de opinião, entre vários temas, foram abordados a medida que os presentes participavam com suas perguntas e intervenções.



O encontro transcorreu dentro do previsto, com abordagens político-partidárias inteligentes, sem se resvalar para a campanha extemporânea e desnecessariamente panfletária.

Segundo a Presidente da FUMZUP Luzia Eterna Ribeiro, a cidadania só tem sentido com o testemunho e prática de conhecimentos que levam a ação, é urgente levantar as bandeiras cidadãs da preservação ambiental, dos direitos humanos, da incorruptibilidade da paz, enfim quantas forem necessárias para formarmos cidadãos conscientes do seu papel da sociedade comprometidos com a causa negra e com a transformação de nosso país.

Luzia Eterna disse ainda que esse projeto só ocorreu através da parceria com a Faculdade de Ciências Integradas do Pontal FACIP/UFU que teve como mediadora a Profª. Drª. Luciane Ribeiro Dias que acatou a proposta e não mediu esforços para encaminhar ao Prof. Dr. Cairo Mohamad Ibrahim Katrib. Esse projeto é o primeiro de muitos que virão.




O palestrante José Amaral Neto, ressaltou “A política se faz com conversa, dialogo e negociação. Hoje não se pode imaginar um agente político sem trânsito em todos os partidos, pois tudo é coletivo e interessa a todos. Num momento em que vemos a justiça ser levemente tocadas pelas minúcias fazendo valer direitos que deveriam ser deveres; e onde ser Ficha Limpa ainda não quer dizer muita coisa, é bom que cidadãos se ocupem da vigília em favor do bem comum e das pessoas de bem. E isso só se faz se encontrando.
Em momento algum encontros iguais a este são sectários. São sim, reuniões onde o debate se concentra em um interesse comum que é o de inserção. Seja ela social ou racial. A pobreza tem uma cor predominante. E a exclusão é dominante para aqueles que ganham menos que um salário mínimo para sobreviverem.
Que muitas outras cidades reforcem a necessidade de realizar iniciativas iguais a esta, afirmou José Amaral”.